Valorizamos nossa diversidade, ela nos leva mais longe

Na Nextar, a diversidade é um pilar cultural importante e central para a estratégia do negócio, pois entendemos que é a partir da pluralidade de pessoas que seremos capazes de alcançar a inovação e o crescimento. Em 2021, iniciamos com a estruturação do Comitê de Diversidade, Equidade e Inclusão. Atualmente no Comitê, temos reuniões semanais, onde abordamos e dialogamos sobre os diferentes temas desse universo.

No campo da prática, em 2023 lançamos a Cartilha de Diversidade, com o propósito de contribuir com o letramento de todas as pessoas colaboradoras, assim como a oficialização da Política de Gestão da Diversidade, que serve como um guia de conduta interno e que visa combater o preconceito e a discriminação, além de treinamentos, palestras e rodas de conversa sobre temas variados. Ainda em 2023, sistematizamos a aplicação do Censo de Diversidade, ferramenta importante para medirmos os avanços no nosso quadro de pessoas colaboradoras. Do censo, destacamos o aumento de mulheres cis, cujo percentual saltou de 39,8% para 45,4%.

No ano de 2024, nos tornamos signatários dos Princípios de Empoderamento das Mulheres, da ONU Mulheres, um projeto incrível de inclusão e valorização das mulheres no mercado de trabalho. A estrutura fornecida pela ONU Mulheres nos possibilitou a criação de um plano de ação que vai ao encontro do propósito definido pela Lei de Igualdade Salarial, e o objetivo principal é alcançar a equidade em todos os processos de desenvolvimento e gestão de pessoas e impulsionar a carreira de mulheres na Nextar. Neste ano, também lançamos nossas primeiras vagas afirmativas, passo importante para promover a equidade de perfis de recortes minorizados na empresa.

Nota Explicativa sobre o Relatório de Transparência Salarial

Conforme estabelecido pela Lei de Igualdade Salarial nº 14.611 de 04 de julho de 2023, que trata da equiparação salarial e critérios remuneratórios entre homens e mulheres no ambiente de trabalho, a Nextar apresenta o relatório produzido pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) nesta página. Esses relatórios foram elaborados com base nos dados do sistema E-Social de 2022 e classificam as diferentes funções em dois grupos principais da Classificação Brasileira de Ocupação (CBO).

As conclusões derivadas da análise desses relatórios, embora fundamentadas em uma metodologia distinta da nossa, infelizmente não refletem as práticas e políticas de remuneração que adotamos. Acreditamos que isso ocorra devido às premissas e generalizações imprecisas utilizadas na elaboração do Relatório, bem como à falta de clareza na metodologia e na memória de cálculo adotadas, das quais não tivemos acesso.

Um exemplo disso é a metodologia empregada pelo MTE para a geração do Relatório de Transparência, que considera apenas os dados objetivos da CBO (Classificação Brasileira de Ocupações), sem levar em conta os cargos efetivos e as funções desempenhadas pelas pessoas colaboradoras.

A classificação da CBO tem como objetivo principal a organização e a classificação das profissões no Brasil, o que não reflete adequadamente a variedade de atividades associadas a cada cargo e tampouco as funções efetivamente desempenhadas pelas pessoas colaboradoras de uma empresa.

A utilização deste critério pelo MTE acarreta grandes distorções na comparação de salários e remunerações entre pessoas que ocupam cargos diferentes e desempenham funções completamente distintas, como o caso de uma pessoa analista júnior e uma pessoa gestora sênior, que são consideradas no mesmo grupo pelo Relatório do MTE.Outra inconsistência presente no Relatório do MTE é a falta de consideração de outros critérios estabelecidos na legislação que impactam na análise da equidade salarial, como as diferentes funções, níveis hierárquicos, produtividade, competência técnica, senioridade, responsabilidades, formação, experiência, entre outros. Isso resulta em divergências e generalizações inadequadas, o que compromete as análises e conclusões apresentadas no relatório.

Explicações sobre o relatório

  • Quanto à remuneração mensal dos funcionários, o plano de cargos e salários da Nextar é baseado em critérios de evolução fundamentados no desenvolvimento das pessoas colaboradoras. São considerados o tempo de experiência, as funções desempenhadas, as competências técnicas e comportamentais. Além disso, os cargos são segmentados por níveis de senioridade, levando em conta aspectos relacionados à carreira, características que não têm qualquer associação com gênero.
  • É importante ressaltar que os dados utilizados são referentes ao ano de 2022, provenientes do e-Social e da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS). Portanto, esses dados não refletem necessariamente o momento atual da empresa.
  • Também é considerado no cálculo da remuneração média o pagamento de horas extras e adicionais, que são valores específicos pagos a cada empregado e, consequentemente, impactam nas estatísticas de remuneração.

Erro no Relatório sobre a Proporção de Gênero e Raça

O relatório apresentou uma inconsistência em relação à proporção de mulheres, homens, pessoas negras e não negras. Até abril de 2023, a coleta de informações sobre raça não era exigida durante as admissões devido à classificação da raça como dado sensível pela Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). A obrigatoriedade da coleta dessas informações entrou em vigor com a implementação da Lei 14.553 em 2023, o que explica a ausência desses dados no relatório, que se refere ao ano de 2022.

Portanto, a informação sobre raça não era um dado solicitado às nossas pessoas colaboradoras até fevereiro de 2024, quando atualizamos todas as informações sobre raça na empresa para o Relatório de Transparência. Acreditamos que o MTE não tenha coletado essas informações. Assim, realizamos uma apuração e disponibilizamos a proporção correta de mulheres, homens, pessoas negras e não negras na empresa para os anos de 2022 e 2023.

Composição do total de empregados por sexo, etinia e raça (2022)

Composição do total de empregados por sexo, etinia e raça (2023)

Compromisso da Nextar com a Remuneração

Na Nextar, adotamos políticas de remuneração que abrangem todas as pessoas colaboradoras ao longo de suas carreiras, seguindo estruturas de funções e valores salariais definidos. Nossas faixas salariais são revisadas por meio de processos estabelecidos, incluindo comparações com pesquisas de mercado. Os benefícios são aplicados de acordo com políticas internas conhecidas e divulgadas.

Temos um compromisso sólido com a gestão da remuneração, garantindo uma política salarial alinhada com as melhores práticas do mercado, sustentável para os negócios e livre de discriminação.

Compromisso com o Futuro

A Nextar estabeleceu publicamente um compromisso de aumentar a representatividade de gênero, raça e etnia, concentrando-se na atração, retenção e valorização das mulheres e pessoas negras por meio de ações afirmativas e oportunidades de crescimento profissional. Este compromisso é combinado com esforços para promover a inclusão, potencializando nossa capacidade de oferecer soluções inovadoras e sustentáveis para a tecnologia e a sociedade.Continuaremos empenhados em criar um ambiente de trabalho cada vez mais inclusivo, com oportunidades equitativas para que todos e todas possam desenvolver seus talentos e ser quem são.